quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Foi-se...

...o Natal...correu melhor do que esperava. Por ter sido o primeiro natal da minha pimpolha, foi tomada a decisão que seria passado aqui na Praia, na casa dela. E assim foi...rodeada pela família e de muito amor e muitos pratos para lavar....e muitos doces (só de falar que fico arrepiada) e muito perú, e o não saber o que fazer com tanta comida.
Eu...bem andei um pouco entre Dona de Casa desesperada e Dona de casa "desimportada", com pequenos laivos de loucura e ataques de fúrias imaginárias aos lentos dos "embrulhadores" de presentes.
Recebi mais presentes que estava a espera (alías não estava a espera de nenhum), e a minha pimpolha recebeu aos montes e era ver a diversão em abrir os presentes (não ela...mas o pai).
Foi-se o natal...e ficou a certeza que a parte que gosto no natal é a parte onde a família se reúne à volta da mesa e partilham-se momentos de alegria e de amor... Se ao menos as pessoas parassem para pensar que uma simples flor ou um simples cartão com votos de Feliz Natal é o suficiente para se saber que morámos no coração dessa pessoa e que ela não nos esqueceu, o natal seria muito melhor...e deixaria de ser tão comercial...porque o que estamos a passar para os nossos filhos é que natal é sinónimo de muitos presentes (caros, nada de produtos chineses!!), sinónimo de ter tudo o que pedimos, sinónimo de um consumismo desenfreado. Tenho saudades da árvore de natal recheada de cartões postais da famíla espalhada pelos 4 cantos do mundo...

Sem comentários: