quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Me, my teimosia and the OE 2009

Preciso de deixar de ser teimosa…
Desta vez a minha teimosia consistiu em ouvir mais uma discussão, na Assembleia Nacional, do Orçamento de Estado para 2009.
Para se manter o "bom costume", os estimados deputados tornaram os discursos pessoais, mostram apenas um lado das questões e teimam, em não dar a mão à palmatória quando se demonstre por A+B que tal situação é o mais favorável ao país. Venceu o bate-boca e as acusações. Perdeu o País, e eu perdi meu tempo.
Mas esta minha teimosia tem uma desculpa…a eterna esperança de um dia, ouvir um debate sério, um debate esclarecedor sobre um documento que orienta o meu país. É a eterna esperança que saia da AN um documento cuja oposição não vote contra só porque tem de votar contra, porque acha que o papel da oposição é esse…ser do contra. (tanto vale para o PAICV como para o MPD...mudam-se as moscas mas a merda é a mesma!!!)
Sobre as questões que nortearam as discussões, não me espantou as propostas, no mínimo bizarras, de cada partido que em nada tem a ver com a tal linha ideológica que às vezes fazem de sua bandeira. Afinal a incongruência é o que mais se ouve nas sessões parlamentares e como muita gente sabe, em Cabo-verde a ideologia política não existe…é mera ficção.
Decidi que desta vez ia mais longe...decidi ouvir as declarações de voto (porque geralmente desligo a rádio cansada com a troca de elogios entre os grupos) e fiquei na dúvida sobre a declaração da UCID…Absteu-se!!! O meu espanto reside na justificação: porque, segundo a UCID, o OE é um Orçamento efectuado num tempo de crise e para fazer face a essa crise, que é um orçamento que desbloqueia investimentos importantes para SV, que vai dotar esta ilha de mais recursos hospitalares…e mais um número de aspectos positivos. Quando eu estava a espera que ele apontasse os negativos…dá por encerrado a sua declaração de voto. A minha pergunta foi…eu perdi alguma parte do discurso em que ele apontava as razões com que não concordava com o Orçamento? Se não…porque não votou a favor?!?!?!?!?
Por essas e outras que digo que não percebo nada de política...as minhas opiniões são baseadas em simples exercícios de encontrar alguma lógica no que os políticos fazem e dizem...

PS1: Gostei da intervenção da Min. Finanças (que ao que parece agrega simpatia de muitos quadrantes). Uma intervenção clara, objectiva e mesmo quando respondia a provocações...fê-lo com classe...!!!!

PS2: Raios que não me acostumo com a dificuldade do PM em pronunciar o "i"!!!

PS3: Deviam dar aulas de português aos deputados...coisinhas simples...e explicar, pelo menos, que há uma regra ...a concordância (em muitos casos é desculpável...mas noutros...valha-me Deus que eu assisto a uma verdadeira chacina à lingua portuguesa)


segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Encontro bracarense

Sempre olhei com uma certa desconfiança os encontros de "velhos colegas": de curso, liceu, escola e, pronto, já agora, porque não, de jardim de infância.
Sempre me esquivei porque achava que eram mais "encontros comparativos", que serviam para ver quem tinha o quê passado X anos, quem continuava com quem, se a Y ou o X tinha-se dado bem ou mal da vida...enfim...ideias se calhar plantadas pelos filmes que vi.

Neste fim-de-semana foi promovido um encontro com os antigos estudantes da Universidade do Minho e adorei ter participado. Fomos poucos dado a dispersão do pessoal pelos 4 cantos do mundo e foi como uma terapia...senti-me outra vez com meus vinte e poucos anos, a alegria de brincar com as características peculiares de cada um, o relembrar de velhos hábitos e situações caricatas.... É claro que a conversa muda um pouco...das noitadas e copos...falam-se agora também de casamentos / relacionamentos, já se mostram fotos dos rebentos.

Foi bom ver que muita coisa não mudou...a descontração, o companheirismo, a cumplicidade, a queda para os copos (a quantidade de garrafas de cerveja que tinha nas mesas...ahh e também de sumo....), o comer devagarinho de um nosso colega que continua a ser a sua imagem de marca...e eu...fui gozada porque passados 2 horas já estava cheia de sono...e não fui reconhecida...eu que era parodienta até dizer chega...mas valeu...que venham mais encontros e da próxima com fotos antigas!!!!

Pequenos...(há que cultivar a falsa modéstia?)

Somos pequenos...à medida da nossa mesquinhez!
Já tinha tentado não cair na tentação de criticar...mas há coisas!!!!

Então no Domingo, no jornal das 13 horas o jornalista (acho que é o Carlos Brito) resolve nos brindar com sua opinião sobre a "pretensa" falta de humildade do maratonista Adilson Spencer. Isto porque este, depois de ganhar a maratona da Circular disse que não teve adversários à altura.

1º O jornal é um espaço de notícias...ou seja os "jornalistas" devem-se limitar a apresentar FACTOS e não suas OPINIÕES...essas o melhor é guarda-las para programas onde isso já é expectável...mas nos noticiários..poupem-me!


2º - Qual é o mal uma pessoa achar que não teve adversários à sua altura? Se uma pessoa acha que é bom naquilo que faz porque tem de se esconder sob a capa da "falsa modéstia" ???? Só para poder ficar bonito na foto? (É por isso que sou fã fo Mourinho!!! Ele se sente "the special one" e CAGA para cima daqueles que acham que ele é arrogante).
Isto fez-me lembrar o quanto que se elevam as desgraças e desvalorizam as vitórias pessoais. Se uma pessoa se sobressai a tendência é ser alvo de inveja e mesquinhices e chuvas de "falsas admirações e reconhecimento" e verdadeiros bota-baixo pelas costas. Quando se falha aí sim...é ver as manifestações de "solidariedade" de "pena" .
Olhemos um pouco mais à frente!!
Valorizemos a nossa cabeça, acreditemos em nós próprios e deixemos de ser pequenos, mesquinhos, invejosos, etc, etc...

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Carta à Catarina


"Minha filhota...

São notáveis as alterações que provocaste em mim. Desenvolveram-se sentimentos tão contraditórios como a noite e o dia, o sim e o não. Neste meu pequeno corpo que te alberga travaram-se batalhas terríveis...
Desejei-te, e cada dia desejo-te mais…mas temi-te.
Tentei manter-me indiferente mas entreguei-me, rendi-me… e amei-te…e amo…
Em mim nasceram sentimentos novos e velhos reapareceram como que revigorados.
Senti-me fortemente frágil mas também tão poderosa.
Passados agora este tempo de turbulências, espero-te, finalmente, com tranquilidade... tal qual céu e mar em dias quentes e claros.

Perco-me nas sensações e sonho quando tu, incansavelmente moves-te dentro de mim.
Mas espero mais de ti…
Espero que cultives em mim sentimentos tão nobres como a esperança, tolerância, paciência e sobretudo….
Espero que me ensines o que é o AMOR INCONDICIONAL…"

Praia Baixo, 15 Novembro 2008
Só se é realmente livre quando se está predisposto a abdicar de tudo, principalmente do medo do ridículo.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Happy birthday...


80!!!

O Rato mais famoso da história fez 80 anos....nem parece...a idade cai-lhe bem...está bem mais bonito do que quando "nasceu".

Cresci com o Mickey e as suas histórias, devorava os quadrinhos dele como agora devoro um bolo de chocolate. Já se passaram muitos anos e sei que a minha Catarina um dia vai reconhecer aquelas orelhas em qualquer sítio! Que venham mais 80! Mais histórias e mais fantasias para colorir este mundo que cada dia que passa torna-se mais cinza.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

oiiiii....


Passei por aqui para dar um "oi". Sei que muita gente tem vindo aqui e tem reclamado a falta de novidade...mas sou assim meio caprichosa...só escrevo quando realmente me bate aquele bichinho nos dedos. Não morri, não estive doente, não foi preguiça...acho que foi uma crise. O mundo não está em crise? Pois então...meus dedos, minha criatividade, meu senso de humor, meus neurónios...tudo...na maior crise.


Esta é mais uma tentativa de sair dessa crise, levantar a cabeça, dar o gosto ao dedo. Mas também, verdade seja dita, tenho andado numa apatia minhanossasenhora!!!Tudo o que acontece ao meu redor não me afecta. É como se os dias não trouxessem mais novidades. Ok, Obama venceu (e tenho pena dele...tem nos seus ombros a esperança de um mundo inteirinho e uma herança que pode pedir ajuda a todos os santinhos do céu).


Bem, passei por aqui porque estes dias acordei e reparei que estamos em Novembro e, como disse um amigo meu, "amanhã já é Natal" (época que podia ser apagada do calendário) e apeteceu-me dar um "oi"a todos os biciados do Retalhos...

Ps:bem que queria colocar uma imagem...mas meu pc resolveu bloquear cada vez que tento fazer isso...maravilhas do Windows Vista...


Nota de última hora...ao que parece a birra do Pc passou e lá consegui meter a imagem.