quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Crise em miúdos ou para miúdos...Parte III

E agora uma história completa da crise, com a linguagem mais simples de se arranjar, inspirada num e-mail que me mandaram. Fiz a adaptação para Cabo-Verde (era brasileiro):
«Imaginemos que Sr. Tony decide abrir um botequim na Rua da Praia e resolve que vende grogue fiado aos seus fregueses mais frequentes. Sendo que estes fregueses são uns bêbados e quase todos desempregados ou com empregos precários.
Como vende fiado, ele pode aumentar o preço do grogue (a diferença é o que os fuscos pagam pelo “fiado”/crédito).
O gerente de do banco do sr Tony (BPN), como é ousado decide que os vales das dívidas do botequim, são afinal um activo recebível, e começa a adiantar dinheiro ao botequim do Tony tendo os vales como garantia.
Uns executivos do banco comercial português (BCP) descobrem esses tais “recebíveis” e, fazendo uma análise de risco ao BPN, acham que o risco é aceitável e uma boa solução é o de os transformar esses activos em XPTO, XYZ, SOS- todos produtos financeiros com acrónimos que só lembram ao diabo. Esses produtos alavancam o mercado de capitais (ou seja aumentam os retornos/“lucros” de quem investe nesses produtos pois como tem um risco elevado…maior a diferença entre o preço de compra e o de venda, logo, maior o retorno) e conduzem a operações no mercado derivativo numa Bolsa, cuja garantia inicial (os vales do Tony) todo o mundo desconhece. (Podemos dizer que um derivativo é um contrato no qual se definem pagamentos futuros baseados no comportamento dos preços de um outro activo -WIKIPÉDIA).
Esses derivativos (ou contratos/títulos - para ser mais simples) ficam a ser negociados como se fossem títulos sérios, com garantias fortes no mercados de 50 países…ATÉ que alguém descobre que os fuscos da Rua da Praia não têm dinheiro para pagar as contas, e o botequim do Tony vai à falência…e então toda a cadeia vem abaixo. E, por exemplo, uma empresa chinesa que nem sabe aonde fica CV vai à falência, assim como o banco português, o BPN…»


Espero ter contríbuido para alguma coisa..nem que seja para despertar a curiosidade para essa matéria, investigarem e mostrarem que eu errei em alguma coisa.
Geralmente leio:


No Portal de negócios poderão encontrar muitos mais links para portais financeiros

Boa pesquisa.

Crise em miúdos ou para miúdos...Parte II

... continuando...

Tudo se relaciona com os empréstimos / créditos...e os riscos associados (de reaverem o dinheiro).
Quando decidimos emprestar dinheiro ou qualquer coisa a um terceiro, avaliamos a probabilidade de termos a "coisa" de volta. Se já sabemos que a pessoa é caloteira (porque já ouvimos dizer por aí, ou em situações similares nunca chegou a devolver aqueles 100$00 ou então aquele livro que teve ao invés de VV -vai e volta- ficou FF -foi e ficou) a probabilidade de emprestarmos algo à essa pessoa é nula ou muito baixa (salvaguardando aqui aquelas pessoas que continuam a acreditar na infinita regeneração da raça humana) - ou seja avaliamos o risco-. É o que fazem os bancos nos esmiuçam a nossa vida financeira antes de nos darem um empréstimo. Se repararmos as taxas para habitação são mais baixas que os de consumo...porquê? porque, EM PRINCÍPIO, o risco é menor. Se não pagarmos ficam com a casa. Para o consumo (compra de um carro por exemplo)...o risco de não reaverem o dinheiro é mais elevado (o carro desvaloriza-se). O que significa que quanto maior o risco maior é a taxa (compensação pelo risco). Os bancos (os comerciais) não têm árvores de dinheiro ou máquinas de fazerem o papel, para disponibilizarem-nos o dim-dim vão a outras instituições emprestar dinheiro (Banco Central por exemplo) a um custo muito menor é claro (a injecção de dinheiro na economia pelo banco central não é uma medida para ser tomada de ânimo leve...acarreta muitas coisas que por hora não são aqui chamadas).
A diferença entre o preço que nos vendem o dinheiro e o preço que compram, constitui o "lucro" que podem aplicar, comprando produtos/títulos de outras instituições/empresas (exemplo acções e aqueles produtos criativos com siglas e nomenclaturas complicadas) Colocando a coisa de forma muiiiito simplista - se não pagamos ao banco, o banco não tem dinheiro para pagar o seu empréstimo...e o outro fica a ver navios...ainda ficam as aplicações...mas se accionamos os títulos (ex as acções) que compramos com nossos fundos e a instituição devedora também não tem dinheiro porque entretanto seus clientes não pagam...aí nem navios...é o tipo pescadinha de rabo na boca.
Tendo por base esta historinha da carochinha... podemos avançar para o mundo da crise... Já com certeza ouviram falar que a culpa desta crise é do Suprime (não é o verbo suprimir...)! Pois este nome serve para designar o empréstimo considerado como sendo de um risco elevado pois tem a maior probabilidade de entrarem naquilo que os economistas chamam de inadimplência (vulgo Calote!!). São empréstimos concedidos à pessoas cuja capacidade de pagamento não é tãooo certo ( a sua capacidade de pagamento é duvidável devido ao risco que constituem por terem outros créditos por exemplo, ou a sua liquidez é reduzida). Há também o chamado Prime e o Default... São todos empréstimos classificados de acordo com o risco. O Prime é quando o risco é o menor de todos e o Default quando o risco de não haver pagamento já não é bem risco é quase quase uma certeza...é quando o crédito já está em atraso e está na fase de renegociação...
Próximo capítulo...a explicação KISS para a crise...

Hoje...


Cheguei atrasadérrima ao trabalho...culpa de quem? (Vá lá a desculpa da cama aqui não vale)...culpa do trânsito e de umas pessoas menos simpáticas que não me deixavam entrar na fila (eu também queria participar)! "Obras na A5 dificultam a circulação dos carros, os condutores devem procurar alternativas para o acesso à marginal"- Gritava o locutor da RFM. Ooops...pois, tss estou em CV...afinal são umas obrinhas na estrada da Praínha (disseram que duram um mês...a ver vamos)...e ah...não vale irem para os lados de Terra Branca..porque aí também o caos impera.

Pronto já fiz o meu papel de jornalista de trânsito. Agora é trabalhar, trabalhar e depois prepar-me para enfrentar o bicho à hora do almoço...o melhor é levar um lanchinho e por aquele CD bem relaxante e ir na onda..."oh vida leva eu...vida leva eu"
Ps: não esqueci da continuação do post de ontem...já tá agendado..deve entrar daqui a pouco- Modernices que nos facilitam a vida!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Crise em miúdos ou para miúdos...Introdução

A sensação que tenho quando vejo e leio notícias nacionais sobre a recente crise mundial que assola os mercados financeiros, é que nem os próprios jornalistas sabem o que estão a dizer/escrever e portanto limitam a encher a boca com os termos "economês" ou então acham que toda a gente está por dentro da linguagem económica.
Confesso que eu, que tenho formação na área económica, para perceber isso tudo tive de recorrer à querida internet, dicionários económicos, etc, etc,(ok ando um bocadito limitadita das ideias...) imagino o comum dos mortais que não tem acesso à essas informações...

Muito boa gente deve sequer prestar muita atenção porque acham que isso tudo é coisa "dos governos"...mas que certamente haverá de justificar ou reclamar do aumento do custo de vida com uma frase "é a crise, é a crise...é a p**** da crise"

Cedo ou tarde a crise chegará por aqui e aos nossos bolsos... começou no mercado americano e promete fazer a maior razia no mercado europeu...e quem somos nós, senão meros espectadores...(apesar de que podemos nos precaver e TENTAR minimizar os efeitos)

Da mesma forma que tive alguma dificuldade em perceber algumas coisas (talvez podia ter ficado pelas leituras supérfulas...mas sou gemniana...curiosa, gosto de saber) resolvi partilhar aqui, de uma forma simples o que percebi disso tudo (saí do meu mundo de grávida resmungona por uns momentos). Vou alertando...não sou nenhuma especialista (bem gostaria) mas vou tentar praticar aqui o KISS( Keep It Simple Stupid). Estou aberta a sugestões e principalmente a correcções caso tenha dito alguma asneira.

Dividirei os post evitando assim post muito compridos que possam provocar preguiça de leitura...

Deficiências por Mário Quintana

"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.

"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

"Paralítico" é quem não consegue andar na direcção daqueles que precisam de sua ajuda.

"Diabético" é quem não consegue ser doce.

"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a pior das deficiências é ser:

"Miserável" pois: "A amizade é um amor que nunca morre."

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Hoje...


Começa a estação do ano que eu mais gosto: O Outono.

Gosto das cores com que a natureza se veste...

Gosto do perfume que ela usa e a brisa que nos leva os momentos quentes do verão;

Quando estive em Portugal é que me apaixonei por esta estação linda. Por esta altura do ano visitava regularmente o Santuário "Bom Jesus de Braga" (que era mais visitado no Verão...). Ali deixava-me perder por entre as árvores e suas folhagens cor de fogo que muitas vezes compunham o tapete que se estendia pelo chão. Dava um passeio pelo lago...mergulhava minhas tristezas e saudades de casa e renovava minhas promessas.

Por aqui fica difícil ver isso, mas guardo essas lembranças no meu Baú que trouxe de Portugal.

Pega, Mata e Esfola

Às vezes sinto-me uma autêntica fraude e ainda nem tenho filhos. No meu trabalho exijo das pessoas planeamento e cumprimento das actividades, mas...puro e simplesmente, não consigo faze-lo na minha vida pessoal. Nunca cumpro meus planos, sinto-me sem forças e disposição para aquelas coisas que alimentam uma relação: o cuidado para com a pessoa amada, pequenas surpresas e/ou mimos...enfim…aquelas coisinhas básicas que mantêm o fogo aceso.
Levanto-me no último minuto e quase não tenho tempo para o pequeno-almoço. Vá lá que há dias que consigo por um pouco de maquilhagem e pôr-me minimamente apresentável. Chega o final do dia e/ou da semana e sinto-me de rastos. Sinto que nunca tenho tempo para nada, vejo as coisas a acumularem-se (e quando não se tem empregada então…) e isso tem um efeito paralisante…e por isso quando penso nas revistas cor-de-rosa e daqueles artigos: seja uma mãe, esposa, amante e profissional perfeita… só me apetece fazer uma coisa!!! Espancar as autoras dos textos.
Actualmente se uma mulher quer estar linda, glamorosa, cheia de amor para dar, daquelas que só de passar os homens ficam com torcicolo…precisam de duas coisinhas muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito simples (de dizer!!!): Time and Money!!!!
Para ser tudo aquilo e mais alguma coisa, precisa de ter tempo para: ir às compras (e tempo para estar por dentro das últimas tendências), à depilação, manicura, pedicura, cabeleireira, ginástica personalizada com personal trainer exclusivo, massagistas (para retirar o stress do dia-a-dia e a má disposição) … tempo para se dedicar ao trabalho, respondendo atempadamente e com soluções criativas que te colocam no dia-a-dia (afinal é para isso que te pagam o salário). Mais…tempo para quando chegares em casa e teres uns minutinhos discutindo a situação do país e do mundo com o marido (mostrando a tua parte intelectual) e divagar por outros assuntos que ele pede a tua atenção (parte da esposa); preparar aquele banho com sais e velas espalhadas pelo chão seguido de um jantar especial e depois uma noite de sexo imemorável (a parte de amante em acção) ….Ah e antes disso (da parte de amante) caso tenha filhos (a parte de mãe): tempo para perguntar o que aconteceu naquele dia, acompanhar os trabalhos de casa, ouvir seus queixumes e dúvidas existenciais, dar o beijinho de boa noite (a empregada trata da parte de dar de comer)! (ufff)
E um tempo para TI…
…dinheiro…? É que ANTES de se ter tempo para fazer isso tudo é preciso ter dim-dim para suportar isso tudo e para pagar aquela SUPER empregada que trate da casa, da roupa, das compras domésticas e dos filhos caso ela os tiver...
Eu aqui formalmente, dou os parabéns àquelas mulheres que conseguem (ou fingem) que são isso tudo e declarar-me como sendo uma incompetente!

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Procura-se...Secretária Executiva do Lar

...(vulgo empregada)...
Muito se fala que os tempos estão maus, que não há trabalho. MAS o que tenho reparado é que no que toca a empregadas domésticas é um cabo dos trabalhos. Encontrar uma serve é como procurar políticos honestos!!!
Não sei se é impressão minha (e de alguns colegas) mas parece-me que o orgulho criolo fala muito alto. Preferem trabalhar nas Lojas Chinesas (onde recebem uma ninharia e com condições de trabalho precárias) ou em casas de estrangeiros (e estou a excluir o factor salário) a servir em casas de Nacionais. Acham (penso eu de que...) que se rebaixam. Possuem um orgulho idiota que se forem para fora do país ou da ilha não possuem. Para mim o trabalho doméstico é como outro qualquer, é um trabalho....todo o trabalho honesto devia ser encarado como um bom trabalho...mas parece que não...vale o orgulho (e a estupidez....desculpem mas estou naqueles dias em que perdi a fé na recuperação da humanidade).
E isso leva-me a outra coisa...E os badius que me perdoem (toda a regra tem excepção) (e atenção meu marido é badiu) mas possuem um complexo de inferioridade que é expressado sempre da pior forma, sempre culpando o outro, escudando-se ora numa atitude agressiva ora numa atitude de vítima...e isso é transversal à toda sociedade. Podem me bater, me cruxificarem, mas eu vivi em sítios diferentes e vejo coisas aqui no meu trabalho e na minha vivência pessoal que não lembram ao diabo. (lembro-me agora de uma cena de um amigo meu que foi à S.V e disse: Nossa!! em SV as pessoas são educadas, podem nem te conhecer, mas dão-te os bons dias...e eu que já estava desacustomado com isso...)
Bem...e tudo isso porque estou à procura de uma empregada...desculpem....secretária executiva do lar..não vá ofender ninguém e correr o risco de ficar sem empregada o resto da minha vida aqui na Praia.

Seguem os requisitos mínimos necessários para as candidaturas
Requisitos:
  • Ter excelente noção de Administração do lar (Principalmente: gestão de stock, higiene e segurança no trabalho, gestão de equipamentos/materiais);

  • Bom domínio de manipulação de produtos alimentícios e produção de produtos de boa qualidade (especialidades serão tidas em consideração);
  • Domínio da Lingua Criola de S.Vicente (ou arrisca-se a ouvir um badiu...pra lá de arcaico);

  • Comunicativa (no sentido de comunicar problemas relacionados com a sua área de gestão com os administradores e não de ser faladeira);
  • Os requisitos de pontualidade, asseio são pontos essencias

  • Idade superior a 35 anos (ou ter a idade mental correspondente!!!)

  • Noções de etiqueta e adorar animais e possuir carta de recomendaçaõ serão considerados pontos a favor.
Oferece-se:
  • Bom salário (se atendermos que a empresa, em termos de recursos humanos é constituído apenas por 2 administradores e está em fase de produção/acabamento um 3º elemento);

  • Horário de trabalho melhor que o meu;

  • Bom local de trabalho (arejado, LINDO, pequeno);

  • Refeições (sob o pedido da candidata).

  • Outras regalias a serem negociadas...

Atenção: A administradora exige profissionalismo (trabalhos bem executados) e efectua auditorias periódicas)!!!- Estou a pedir muito? Não creio!!!! (é o mínimo que acho que meu chefe deve exigir de mim.

RRRR

No dia em que eu não conseguir dominar a parte delinquente e libertar a Thug que sei que existe em mim, compro um carro velho, armo-o de barras de ferro e desato a bater em todos os taxis...e se não ficar muito satisfeita ainda sou capaz de matar todos os taxistas que atravessarem o meu caminho!!!!!!

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

A meio da viagem...

Hoje olhei para a minha métrica e reparei que já "andei" metade da minha gravidez. Uma caminhada turbulenta nos primeiros 3 meses, mas que depois tornou-se suave.

Fazendo um ponto de situação vejo que agora só há alguns resquícios de mau humor, a preguiça aumentou desmesuradamente, ultrapassei pela 1ª vez em 10 anos a fasquia dos 57 kg, a maior parte das roupas não me servem, como mais que o meu estômago aguenta e ah!!! Já consigo sentir o bebé a mexer. A Kukinha já mexe e remexe e já se chateia quando estou em posições que para ela são desconfortáveis mas que para mim são o deleite (o deitar de costas).

E por falar na Kukinha, informo aos meus estimados amigos, leitores, frequentadores deste espaço, que a Kukinha já tem um blog....ehehhe para verem como é precoce e moderna!!!! O endereço é http://nhahistoria.blogspot.com/. Apareçam...bjs

D'vinha, d'vinha...


... Que terra é esta...
Pois é...é a minha ilha querida...

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Como os tempos mudaram... (para pior)

Esta recebi por e-mail e decidi partilhar. São caricaturas de várias situações...mas no fundo revelam a nossa postura hoje.

Situação: O Pedro está a pensar ir até ao monte depois das aulas, assim que entra no colégio mostra uma navalha ao João, com a qual espera poder fazer uma fisga:
Ano 1978: O director da escola vê, pergunta-lhe onde se vendem, mostra-lhe a sua, que é mais antiga, mas que também é boa.
Ano 2008: A escola é encerrada, chamam a Polícia Judiciária e levam oPedro para um reformatório. A SIC e a TVI apresentam os telejornais à portada escola.

Situação: O Carlos e o Quim trocam uns socos no fim das aulas:
Ano 1978: Os companheiros animam a luta, o Carlos ganha. Dão as mãos e acabam por ir juntos jogar matrecos.
Ano 2008: A escola é encerrada. A SIC proclama o mês anti-violência escolar, O Jornal de Notícias faz uma capa inteira dedicada ao tema, e a TVI insiste em colocar a Moura-Guedes à porta da escola a apresentar o telejornal, mesmo debaixo de chuva.

Situação: O Jaime não pára quieto nas aulas, interrompe e incomoda os colegas:
Ano 1978: Mandam o Jaime ir falar com o Director, e este dá-lhe uma bronca de todo o tamanho. O Jaime volta à aula, senta-se em silêncio e não interrompe mais.
Ano 2008: Administram ao Jaime umas valentes doses de Ritalin. O Jaime parece um Zombie. A escola recebe um apoio financeiro por terem um aluno incapacitado.

Situação: O Luis parte o vidro dum carro do bairro dele. O pai caça um cinto e espeta-lhe umas chicotadas com este:
Ano 1978: O Luis tem mais cuidado da próxima vez. Cresce normalmente,vai à universidade e converte-se num homem de negócios bem sucedido.
Ano 2008: Prendem o pai do Luís por maus tratos a menores. Sem afigura paterna, o Luís junta-se a um gang de rua. Os psicólogos convencem a sua irmã que o pai abusava dela e metem-no na cadeia para sempre. A mãe do Luís começa a namorar com o psicólogo. O programa da Fátima Lopes mantém durante meses o caso em estudo, bem como o"Você na TV" do Manuel Luís Goucha.

Situação: O Zézinho cai enquanto praticava atletismo, arranha um joelho. A sua professora Maria encontra-o sentado na berma da pista achorar. Maria abraça-o para o consolar:
Ano 1978: Passado pouco tempo, o Zézinho sente-se melhor e continua acorrer.
Ano 2008: A Maria é acusada de perversão de menores e vai para o desemprego. Confronta-se com 3 anos de prisão. O Zézinho passa 5 anos de terapia em terapia. Os seus pais processam a escola por negligência e a Maria por trauma emocional, ganhando ambos os processos. Maria, no desemprego e cheia de dívidas suicida-se atirando-se de um prédio. Ao aterrar, cai em cima de um carro, mas antes ainda parte, com o corpo,uma varanda. O dono do carro e do apartamento processam os familiares da Maria por destruição de propriedade. Ganham. A SIC e a TVI produzem um filme baseado neste caso.

Situação: Um menino branco e um menino negro andam à batatada por um ter chamado 'chocolate' ao outro:
Ano 1978: Depois de uns socos esquivos, levantam-se e cada um para suacasa. Amanhã são colegas.
Ano 2008: A TVI envia os seus melhores correspondentes. A SIC prepara uma grande reportagem dessas com investigadores que passaram dias no colégio a averiguar factos. Emitem-se programas documentários sobre jovens problemáticos e ódio racial. A juventude Skinhead finge revolucionar-se a respeito disto. O governo oferece um apartamento à família do miúdo negro.

Situação: Tens que fazer uma viagem:
Ano 1978: Viajas num avião de TAP, dão-te de comer, convidam-te a beber seja o que for, tudo servido por hospedeiras de bordo espectaculares, num banco que cabem dois como tu.
Ano 2008: Entras no avião a apertar o cinto nas calças, que te obrigaram a tirar no controle. Enfiam-te num banco onde tens de respirar fundo para entrar e espetas o cotovelo na boca do passageiro ao lado e se tiveres sede o hospedeiro maricas apresenta-te um menu de bebidas com os preços inflacionados 150%, só porque sim.

Situação: Fazias uma asneira na sala de aula:
Ano 1978: O professor espetava duas valentes lostras bem merecidas. Ao chegar a casa o teu pai dava-te mais duas porque 'alguma deves ter feito'
Ano 2008: Fazes uma asneira. O professor pede-te desculpa. O teu pai pede-te desculpa e compra-te uma Playstation 3.

Situação: Chega o dia de mudança de horário de Verão para Inverno:
Ano 1978: Não se passa nada.
Ano 2008: As pessoas sofrem de distúrbios de sono, depressão e caganeira.

Situação: O fim das férias:
Ano 1978: Depois de passar 15 dias com a família atrelada numa caravana puxada por um Fiat 600 pela costa de Portugal, terminam as férias. No dia seguinte vai-se trabalhar.
Ano 2008: Depois de voltar de Cancún de uma viagem com tudo pago,terminam as férias. As pessoas sofrem de distúrbios de sono, depressão, seborreia e caganeira.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

...

Com este novo aumento do preço da Gasolina estou a pensar comprar uma bicicleta...e para não dizerem que esqueci da minha "Kukinha" (assumindo que vai ser uma menina)...vou comprar uma daquelas que tem o cestinho à frente!!!

PS: ainda dizem que o Filú não tem visão!!! Pode ser pequenina (vá...minúscula)...mas tem!! Não é que ele já tinha visto que o futuro é a bicicleta e mandou pintar a ciclovia?!?! (ok, do tamanho e largura da sua visão e com a durabilidade das suas promessas...mas não dizem que o que vale é a intenção?)

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Agora é assim?...

1. O nosso Primeiro Ministro casa e não sai uma notinha sequer?!?... casou desde do dia 12 de Agosto com a nossa ex Min. Educação e só soube agora... - já me bati por ter reclamado da avalanche de notícias do namoro da Carla Bruni e do Sarkosy!
2. O Gil Semedo (muito admirado por estas bandas...idolatrado até) casa e sai meia-dúzia de palavras n'Asemana online...

Já tou a ver que quando parir não vou ter a cobertura mediática que a Angelina Jolie teve! Tsss...

Falando um pouco à serio....Aposto que se ambos (o Prime e o Gil claro!) tivessem batido (vulgo "coça osse") nas respectivas ou tivessem levado um par de cornos até agora estariam a ser notícias... Jornalistas Sanguinários!!!!

terça-feira, 2 de setembro de 2008

...

São capazes de convencer o mundo que o verde que vê não é verde...mas vermelho!!!
Vou até ali respirar um pouco e depois voltar ao trabalho... quem sabe eu volto "pensando" como eles ou então vendo bolinhas cor de rosa!!!

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Oh yes...!

Estou sériamente a pensar em falar com meu chefe e fazer-lhe a proposta de começar a trabalhar às 9!!Iniciar o dia muito cedo dá cabo de mim e a minha cama fica sempre maldisposta comigo quando levanto cedo...é ve-la a puxar-me, os lençóis a enrolarem à volta do meu corpo! Eu bem que tento levantar e chegar à horas...mas com a torcida contra (marido, bébé, cama)...fica difícil.