sexta-feira, 25 de julho de 2008

Operação Cosmética...

Já começou na Praínha aquilo que chamo operação cosmética...começaram a cobrir os paralelos com alcatrão (não me atrevo a chamar "aquilo" de asfaltagem)...lembra-me algumas míudas que na adolescência disfarçam o acne com uma camada de base...o problema não fica resolvido, mas fica disfarçado...por algum tempo.
Quando em vários países estão retirando o alcatrão e voltando ao paralelo, nós no alto da nossa sabedoria vamos fazendo ao contrário.
Se juntarmos a nossa "pobreza" à falta de planeamento, uma semana depois lá estamos nós a abrir o raio da estrada e a fazer remendos que é o mesmo remédio a ser aplicado nos futuros buracos/manutenção ...
A continuar neste ritmo daqui a 2 anos (sendo muiiiiiiiiiiiito optimista) ficaremos com umas estradas que serão nada mais que umas mantas de retalhos.

7 comentários:

Paulino Dias disse...

Bem vindo ao clube, MS!
Dos que nao estao assiiiiiiim tao fascinados com a "modernidade" do asfalto.

A mim quase que me escalpelaram depois do artigo sobre o asfalto da estrada de Ribeira da Torre (Santo Antao) - ver no meu blog -, e tive que fazer uma "analise tecnico-financeira" para que me pudessem levar a serio: eh que me acusarem de estar a ser um "poeta-idealista" rsssssss.

Abraco,
Paulino

MS - Mnininha d'Soncente disse...

Pois Paulino, isto é mais um exemplo de como pensamos a curto-prazo. A Asfaltagem, numa primeira análise parece ser mais barata....mas os custos de manutençaõ desmentem isso (não é só chegar e deitar um pouco de asfalto nos buracos e já está)
Infelizmente nossos governantes, como sempre, vão chutando os problemas para o futuro.

MS - Mnininha d'Soncente disse...

Ah...e já me esquecia que o asfalto, ainda tem como desvantagem, a sua contribuição para o aumento considerável da temperatura do meio e mais ...não é de todo uma solução ecológica!

Paulino Dias disse...

Olha, MS,

Consegui demonstrar que o asfalto e comparativamente uma opcao mais cara do que o calcetamento. Por duas razoes: primeiro, com o aumento do preco de petroleo, a tonelada de asfalto mais do que triplicou nos ultimos 05 anos; segundo porque dadas as caracteristicas dos pisos de asfalto, estes devem ser "recarregados" de asfalto betuminoso periodicamente (em media de 10 em 10 anos).

Portanto, o asfalto nao eh a melhor opcao nem na optica financeira, nem na ambiental e muito menos na paisagistica. Mas teimamos com esta "modernidade"...

Bom fim de semana (ia te convidar para a caminhada mas...)rss

Abraco

MS - Mnininha d'Soncente disse...

Confesso que a tua análise no que toca às "recauchutagens"(10 anos) é mto optimista porque a qualidade do asfalto que têm estado a utilizar é no mínimo "duvidoso". É só vermos o utilizado nas ruas de Mindelo!E Ainda não tem nem 5 anos! O custo da matéria prima é outra questão: Pedra (que nós temos) versus Petróleo.
Mas às vezes eu penso...se nós..."simples mortais" conseguimos ver isso... pq os governantes não chegam lá..ou, o que é mais grave, será que chegam mas passam por cima?!?
Sobre a caminhada...eu até ia...mas como puseste o "mas"... (aahahhahahhah)tu vê lá!!!! Não despertes a ira de uma mulher grávida!!!

Jorge disse...

Hola amigo: quería invitarte que visites el blog que estoy realizando con mis alumnos de segundo año de la secundaria sobre LA DISCRIMINACIÓN.
http://nodiscrimine.blogspot.com
Tema arduo e interesante.
Seguro será de tu agrado.
Tu aporte será valioso
Un abrazo desde la Argentina.

Anónimo disse...

Haja paciencia. Paralo melhor que asfalto! Ainda bem que nao entendem nada de engenharia.