segunda-feira, 14 de abril de 2008

E fui...

E valeu a pena. Adorei a peça, o cenário, as luzes, os actores....perfeito, perfeito...!
O menos perfeito foi:
1) A falta de pontualidade dos senhores a abrirem a porta do Centro Cultural Português. E eu que em casa já estava aflita e a reclamar que íamos chegar atrasados (Tinha combinado às 18:50, porque em S.V. o horário é britânico, etc, etc e tentando contrariar as bocas que diziam: “Ah isto aqui é Praia, ainda vamos ficar à espera na porta…” e não é que ficámos mesmo?!?!?! )
2) A sala: Quando entrei foi a minha segunda desilusão…a sala não tinha aquele “je ne sais quoi” que a sala do Mindelo possui…o chão não possuía inclinação nenhuma, o que fez com que minha amiga, que teve a “sorte” de ter um grandalhão à frente, andasse com contorcionismo para não perder pitada da peça; o isolamento do som não era dos melhores (para não dizer inexistente...)...
3) As cadeiras: bastante incómodas… que passados 15 minutos já se começa a ficar inquietos e à procura de outras posições...
4) Os Espectadores que levaram bebés e crianças pequeninas para verem a peça: Será que essas pessoas levaram à peito o ditado "É de pequenino que se torce o pepino" ??? Será que eles perceberam alguma coisa? Bem...as "merdas" que se ouviram no palco com certeza que perceberam, mas o nível do discurso, principalmente do "diabo" que tinha um grau de subtileza deliciante, eu aposto que não...
Enfim... coisas que acontecem ...mas, se voltarem cá...estarei lá!!

1 comentário:

Anónimo disse...

Hoje é 2ª.
Como vai o estado da alma? :)