quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Nosso quadro...

Hoje pintei o futuro com tuas cores.

Agarrei-me à tua mão e na tela do meu corpo tracei

formas que preenchi com o teu olhar.

Desenhei em traços firmes sonhos outroras apagados e;

apaguei os borrões do medo e da incerteza.

O quadro que pintamos tem o sabor das tuas certezas e

o cheiro das minhas esperanças.

MS

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Hoje...

Aprendi uma palavra nova: Bondage...sabem o que é? Uma dica: não é bondade em Francês...
Para quem não sabe e deseja aprender...essa palavra nova...
Bondage «é um tipo específico de fetiche, geralmente relacionado com sadomasoquismo onde a principal fonte de prazer consiste em amarrar e imobilizar seu parceiro ou pessoa envolvida.
As coisas que se aprendemos quando lemos as revistas femininas.

Só alegria...

É nome de um grupo e não como fiquei depois de os ver e ouvir. Estive quase para pagar para que não cantassem no último fim de semana. "Só desafinados" ficaria a matar a fazer jus ao espetáculo que deram (vale a pena ressalvar que a gaja cantava melhor que o "vocalista").
Entrei com a espectativa de que o ritmo "samba no pé" me tirasse do corpo aquele vício ou pecado mortal- vulgo preguicite aguda- mas que nada, o ritmo- ou a falta dele- apenas deu razão ao meu "não-sair-pq- as noites-actualmente-não-tem nada-de-especial" e mesmo perante aos "fala baixo"dos meus amigos, reclamei na mesma. Nem venham me dizer que o preço do bilhete era proporcional ao grupo de "artistas" porque vão ofender muita gente. Então o Biús e o grupo Só alegria são iguais? Nem mesmo quando o "Bia" anda com os copos!!!
Mais uma substituição queimada- como diria uma amiga minha.

Bater ou não bater?

Há dias, na festa do aniversário da minha afilhada...(sim enfrentei os diabinhos), depois de assistir a várias cenas de "agressão em miniatura" eis que uma das mães aplica uma palmadinha no rabinho de um pestinha e este "incidente" dividiu as mães na sala. Uma ala defendia que não deveria e a outra (da qual fazia parte, não na qualidade de mãe, mas de filha, eheheh- sim minha mãe ainda me leva às festas de aniversário-.) defendia que tinha sido o melhor correctivo.
Actualmente tudo causa trauma nas crianças, até a história do capuchinho vermelho foi alterada, agora o lobo mau não come a vovozinha, esta é escondida dentro do guarda-roupa. Isto porque os estudiosos dizem que é anti-pedagógico.
Sou adepta de que uma boa palmada, aplicada no momento do delito, e acompanhada de uma explicação é uma boa dica para a criança entender que a cena não deve ser repetida.
Quando vejo cenas de criannças levantando a mão para os pais, fazendo birras para ter coisas, ..., fico doente. Algumas amigas dizem que é por não ser mãe, mas peço à Deus que no dia que isto acontecer eu não amoleça, pois para mim muito destes comportamentos que vejo hoje nos mais novos advém da falta de controlo que os pais hoje tem sobre os filhos. Entregam os filhos à TV, às escolas e com essas teorias de "não causar trauma" e outras coisas que tais eles vão crescendo achando que podem fazer tudo...

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Sendo muiiiiiiiiiiiiiito incorrecta...

Quando vejo notícias destas " PN evita tragédia entre grupos rivais" o pensamento que me assola é: "é deixa-los matarem-se uns aos outros e que os sobreviventes apodreçam na cadeia"!
É incorrecto pensar assim, mas é revoltante quando vemos que um conjunto de crianças, sim crianças porque tem entre 15-22 anos, ameaçam a nossa segurança, fazem-nos viver confinados aos nossos espaços que consideramos seguros. Não estamos isentos de culpas, estes "Thugs"são frutos desta sociedade "sem tempo", "imediatista, "consumista" e outros nomes que não me ocorrem. Mas isso não os iliba! Numa sociedade também (des) informada, sabem que um tiro pode tirar a vida; mas parece-me que para eles a vida das pessoas é um jogo. Cansaram-se dos Playstation (desenganem-se aqueles que pensam que os Thugs são apenas rapazes pobres que vivem em zonas pobres) e agora jogam em tempo real e com alvos mais interessantes.
São os jovens cabo-verdianos no seu melhor a copiarem o que há de pior.
Quanto a mim ter a PN atenta não chega, temos é de criar alternativas SAUDÁVEIS para que os futuros jovens tenham outros interesses que não a criação de bandos criminosos e uso de drogas. Por exemplo, aproveitar os desportos em que CV tem se sobressaído e criar apetência aos jovens de fazerem parte de equipas de vencedores e ter mão dura aos que prevaricam (estou quase a ficar a favor da pena de morte).

Se eu fosse apenas...


"Se eu fosse apenas uma rosa, com que prazer me desfolhava, já que a vida é tão dolorosa e não te sei dizer mais nada!
Se eu fosse apenas água ou vento, com que prazer me desfaria, como em teu próprio pensamento vais desfazendo a minha vida!
Perdoa-me causar-te a mágoa desta humana, amarga demora! – de ser menos breve do que a água, mais durável que o vento e a rosa..."
Cecília Meirele

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Apetecia-me...

Estar assim... deitada na areia, sendo consumida lentamente pelos raios quentes do sol, sentido a brisa do mar percorrendo meu corpo e arrepiando meus pêlos na barriga...

Se os objectos falassem...(1)


Não o fez sempre?

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Navio Tarrafal... STM

A STM (soc. Transp. Maritimos) - para mim (SAUNA e transp. maritimo) pois, para além de nos transportar, brinda-nos com uma sauna! - devia ser processada por atentado à integridade dos passageiros.
Após uma viagem de 10 horas (ida e volta) no referido navio Tarrafal eu vos digo... EU ADORO os TACV, os TACV nunca se atrasam, os voos são maravilhosos, e a comodidade? É como se viajássemos sempre em 1ª Classe. Como castigo eu proponho que cada vez que um cliente reclamasse dos TACV que lhe brindassem com uma viagem no Navio Tarrafal...era vê-lo, depois de umas horitas, mansinho, mansinho.
Como é que é possível que as autoridades ainda não deram conta do que se passa no navio? A circulação do ar dentro do navio é praticamente inexistente!!!! O grupo de pessoas que viajam na 1ª Classe , ou classe especial ou Salão A, como queiram lhe chamar tem direito a 2 ventoinhas e cadeiras reclináveis e sem UMA janela para circulação do ar, ou seja na viagem de 5 horas, passada a 1ª hora respira-se um ar mais que viciado! No salão é pior, crianças todas despidas e pessoas seminuas por causa do calor que se faz sentir, o ar abafado onde se misturam os mais variados e imaginários cheiros e a pergunta que se faz é: Como é possível as pessoas viajarem assim? E ainda por cima quando se pensa que nós tivemos a sorte de ter duas ventoinhas (para 45 pessoas) e da duração ser de apenas (?) 5 horas. E as que se dirigiam para Praia que, para além das 5 horas, ainda tinham de gramar 12 horas?!?!? Segundo as pessoas que viajaram na TAL 1ª Classe, fazem isso para poupar combustível! COMO!?!!
A única coisa que me ocorreu é que o pessoal da STM não tem respeito nenhum pelos passageiros, que para além dos atrasos, constantes, de horas (sim eu estive 3 horas a espera de embarcar) ainda faz com que os passageiros viagem em condições sub-humanas. Como é possível que em pleno Sec. XXI as pessoas ainda não aprenderam a bater o pé e a reclamar seus direitos? E neste caso o direito resume-se a ter um ar respirável dentro do navio (ou ar condicionado ou a mais janelas para ventilação dos salões!). Depois dessa viagem eu rezo aos céus para que NUNCA tenha de fazer outra viagem no referido navio!

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Ser feliz..

Há uns dias atrás recebi um e-mail com o título Viver e não ter medo de ser feliz. Continha uns mandamentos para ser-se feliz deixo-os aqui como forma de partilha:




  • Curte as coisas simples da vida (um lindo por do sol, por ex)


  • Todos os dias, aprenda uma coisa nova


  • Ri com frequência. Ri até perder o fôlego.


  • Se te vierem lágrimas, não resista, chore e deita para fora o que te magoa; (chorar definitivamente lava a alma)


  • Cerca-te de coisas que tu amas (se tiveres um amigo que te faça ri, procure estar bastante tempo com ele - lembra-te do “ri com frequência”) e afasta-te daqueles que te deprimem com o seu negativismo (tem cuidado se não pertences à este grupo dos deprimentes)


  • Cuida da tua saúde;


  • Não vás para lugares onde não te sintas bem;


  • Perdoa aqueles que te fizeram chorar, podes não ter uma 2ª chance para fazer isso;


  • Às pessoas que tu amas, diz que as amas, sempre que tiveres oportunidade. (faço isto constantemente)


Felicidades para todos....porque todos mercemos!

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Voltei...

...das minhas férias...foi uma semana muiiiiiiiiiiiiiito produtiva. Cansei a preguiça, enterrei (espero eu para sempre) uns fantasmas que me vinham assombrando, diverti-me, respirei ar puro das montanhas...regressei mais leve, fisica e psicologicamente, pois deixei também aquilo que não tenho...peso!!! Adiante!
Destas mini-mini-férias ou pré-férias, como as chamei, trouxe umas pérolas para mostrar o quanto Cabo-Verde investe na formação das pessoas que trabalham no turismo... e tudo se passou num único restaurante e na minha mesa, garanto-vos que não é ficção!

Situação 1 - num jantar, à espera do prato principal
Cliente- Podia nos trazer uns aperitivos, tipo queijo e azeitona....
Empregado - Posso dar uma sugestão? - e nós ansiosos à espera que ele fosse propor algo novo
Cliente - Sim, claro
Empregado - vou vos trazer um pratinho com queijo e umas azeitonas.... e a nossa cara espantada com tanta criatividade...será que ele ouviu a primeira frase?

Situação 2 - Outro dia, ao almoço, depois da sobremesa
Cliente - Podia trazer-me um digestivo?
Empregado - Papaia? (oh meu filho ... não se pediu laxante natural)

Situação 3 - Almoço (outra vez- visto assim parece que não fizemos outra coisa que não fosse comer...)
Cliente- Como é este Bife à"..." (moda da casa)
Empregado - é carne de vaca com uns ingredientes que o tornam diferente de um bife normal (bastante esclarecedor!)

Vou ali rir mais um bocadinho e depois... após enfrentar o mar mais duas vezes espero regressar com forças e com novidades deste país que eu adoro.

Bjs e TMN

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Férias...


Uma semana de férias!!!! E podem perguntar...feliz por tão pouco?!?!SIM! Feliz porque há muito que ando a correr atrás de um descanso. EU MEREÇO!!E acreditem que não vou ser um egoísta original ehehehehe... vou estar a pensar naqueles que trabalham enquanto gozo um merecido descanso. Até já....
Ps: Há segundas-feiras felizes!!! E esta é uma delas....

Fui...

Ao festival da Baía das Gatas...e estive aí o tempo de ver o Boss AC... só!
Como sempre o festival é um encontro de amigos, músicas, sabores e cheiros, muiiitos cheiros.... Não sou fã de festivais, confesso, pelo menos os que já assisti deixaram muito a desejar - as infra-estruturas são péssimas, desde dos locais para comer passando aos inexistentes WC (e quando existem é preciso ter CORAGEM para os usar), há a maior concentração de bêbados e de fumo de churrasco por m2 e a espontaneidade muitas vezes roça a má-educação.
Pelo que ouvi, sexta-feira foi o melhor dia, com o Paulino Vieira a dar um verdadeiro espectáculo, foi com muita pena que não pude assistir, mas compromissos com minha cama e meu sono e aquela vontade de não me encher do perfume dos grelhados não me permitiram... No sábado, e cansada de ver aquela careta 33 quando dizia que não ia ao festival, arrastei-me até a Baía. No caminho abri o rádio e ouvi que o espectáculo estava com 2 horas de atraso.... e pronto... lá pensei eu com minhas chinelas "Livity só às 6 da manhã!". Chegando lá foi "olá pr'aqui, olá pra lá", cheirinho de frango aqui, uma cervejinha para o meu pézinho ali...a malta jovem sempre com um copo de álcool na mão ou não é considerado “cool”… enfim o costume!
De repente deu-me uma pancada e fui para beira do palco curtir o Boss AC, que pôs o "people" a vibrar com o "HipHop" e as gajas a sonharem com o tema "princesa"... para relembrar velhos tempos, para mim serviu o "baby dám corda" com uma versão mais reggae. O Gutto e a Ana Firmino, quanto a mim colocaram água na fervura . Quanto ao som… nota negativa!! Estava péssimo!!!! Findo o show do Boss AC e com a demora para a entrada do próximo grupo aquela vontadinha de me meter no vale dos lençóis bateu forte e rumei à cidade.
Deste festival ficou a vontade de ter visto o Paulino Vieira e de voltar aos meus tempos de “teen” com os Livity.
Um reparo ao pessoal que ainda tenta fugir de pagar as portagens…penso que se vamos lá, há que contribuir, afinal são 3 noites de músicas, independentemente da nossa opinião sobre o cartaz do festival. E se pagarmos, acredito que temos mais legitimidade em "pedir satisfações" à organização, bater o pé e reclamarmos quando as coisas não estão do nosso agrado.