quinta-feira, 31 de maio de 2007

Dia mundial sem tabaco...

postais.de
Voltamos aos "dias de..." hoje é o dia mundial sem tabaco e dia mundial da tripulação de cabine (toca a dar beijinhos e abraços ao pessoal de cabine dos TACV)... Sobre o tabaco, muito já se falou e muita piadinha já foi criada. Não sou contra nem a favor...desde que não me incomodem (Estou que nem alguns portugas.."não sou racista...até tenho um amigo preto...ou desde que a minha filha não arranje com um preto). Tenho dias que o fumo me tira do sério (e manifesto com caretas 45 - tipo "espero que o fumo da minha sopa não esteja a perturbar o gosto do seu tabaco") outros dias... nem por isso. Apenas não concordo com algumas campanhas e políticas contra o fumo que fazem dos fumadores autênticos assassinos e pestes das quais temos de nos livrar a todo o custo.
Acham mesmo que mensagens em letras garrafais nos maços de tabaco vão persuadir um fumador de fumar?!!? Não creio...nem aos aspirantes a fumadores...servem sim para aumentar as piadas.
O fumo prejudica a saúde? Sim - dizem os entendidos, assim como a bebida e outras drogas. O fumo mata aqueles que prevaricam e os inocentes? Sim...bem...acidentes nas estradas, guerras também...ok...só que estes matam bem mais rapidamente- e não têm o aviso impresso!!. O fumar, ou não, é uma escolha que cada um faz e, a meu ver, quando se escolhe fumar há que respeitar os outros que escolheram não o fazer. Podem argumentar que o tabaco tem um custo social...tem sim senhor, são muitas as famílias cujo o orçamento já por si diminuto inclui uma boa fatia para o tabaco, são muitas (e vão ser mais) as doenças que advêm do uso do tabaco, cujo tratamento/exames são pagos pela segurança social que todos nós contribuímos... enfim, um rol de problemas que todos nós conhecemos...mas continuo a defender que há que respeitar as escolhas de ambas as partes.

Só a título de informação;a ADECO está a analisar a aplicação da legislação sobre o fumo e a publicidade do tabaco em Cabo Verde.
Sobre a parte da publicidade, a única coisa que eu digo é...SE a lei PASSAR - já estou a ver as equipas de futebol (ou outro desporto), escolas de samba e outras actividades a recusarem patrocínio da Soc. Cabo-verdiana de Tabaco...numa terra onde "a-BUNDA"patrocinadores!

sinto-me assim...(2)

...Gente demais!! (clicar na imagem para melhor visualização)
tirado do blog clube da mafalda

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Pois é!!!! Pré-Balzaquiana


Veio tarde (3 dias de atraso)...mas aqui está um post sobre os meus 31 anos acabadinhos de fazer...e nada melhor para subir o ego que o seguinte texto do Arnaldo Jabor:

«A medida que envelheço e convivo com outras, valorizo mais ainda as mulheres que estão acima dos 30. Elas não se importam com o que você pensa, mas se dispõem de coração se você tiver a intenção de conversar.Se ela não quer assistir ao jogo de futebol na TV, não fica à sua volta resmungando, vai fazer alguma coisa que queira fazer...
E geralmente é alguma coisa bem mais interessante. Ela se conhece o suficiente para saber quem é, o que quer e quem quer. Elas não ficam com quem não confiam.Mulheres se tornam psicanalistas quando envelhecem. Você nunca precisa confessar seus pecados... elas sempre sabem...Ficam lindas quando usam batom vermelho. O mesmo não acontece com mulheres mais jovens... Mulheres mais velhas são diretas e honestas.
Elas te dirão na cara se você for um idiota, caso esteja agindo como um!Você nunca precisa se preocupar onde se encaixa na vida dela.Basta agir como homem e o resto deixe que ela faça...Sim, nós admiramos as mulheres com mais de 30 anos!Infelizmente isto não é recíproco, pois para cada mulher com mais de 30 anos, estonteante, bonita, bem apanhada e sexy, existe um careca, pançudo em bermudões amarelos bancando o bobo para uma garota de 19 anos...Senhoras, eu peço desculpas!Para todos os homens que dizem: "Porque comprar a vaca, se você pode beber o leite de graça?",aqui está a novidade para vocês:
Hoje em dia 80% das mulheres são contra o casamento e sabem por quê?"Porque as mulheres perceberam que não vale a pena comprar um porco inteiro só para ter uma lingüiça!". Nada mais justo!»
Falou e disse!

Ps: Só para constar...foi, que me lembro, o aniversário mais emocionante que passei...e não posso agradecer mais...

Praia...

... " a cidade que nos une" (mais um daqueles slogans do presidente da CMP)...alguns dizem que morro de amores por aquela cidade...a verdade é que estive lá mais uma vez e...
Sim!! visitei a praça do Papa...ou melhor levaram-me até lá. Querem saber o que se descobriu?
Que a escada tem 102 degraus, o chão possui 57,5 cruzes (uma cruz está cortada ao meio), tem um circuito de manutenção que, a julgar pelas dores de "alguém" no antebraço, funciona e o parque infantil é giro, com pavimento para amortecer futuras e certeiras quedas... até aqui tudo bem...vamos aos defeitos??? (ouvi um sim?) ok! o parque de estacionamento andou a fazer dieta de tanto apertadinho que é, se se estacionar na primeira faixa o condutor é obrigado a descer dentro do canteiro; os pais têm de ter muiiiiiiiiito cuidado para não deixarem os filhos à vontade na dita praça porque afinal ela está situada num monte...ou seja..um descuido e os filhos podem ser descobertos a fazerem rappel pela encosta abaixo até Quebra-canela;
Mas meus amigos a concorrer para o Óscar de maior "aberração"- e que me deixou parvificada-, é o conceito da praça que foi desvirtuado (segundo diz quem acompanhou o projecto)... A dita tinha como destino, ser um lugar de peregrinação, de oração...ou seja um lugar sagrado (embora discorde do "sagrado"...). MAS...ERA, passado...apesar da arquitectura ter levado isso em consideração o resto ficou "destoado"... a não ser que consideram "normal" estar um grupo de pessoas de calções a fazer exercícios (para não ser extremista e dizer umas gajas com vestuário em miniatura), um conjunto de pestinhas no parque infantil e um rebanho de beatas a fazerem as suas orações acendendo velinhas...um cenário de ir às lágrimas de tão tocante que é!
Só para acrescentar...neste sítio que se pretendia sagrado encontramos um grupo a fazer um piquenique com o que parecia ser bebidas alcoólicas...as pessoas a ajudarem à elevar a praça do Papa à dignidade do santuário de Fátima (agora fui mázinha!!!)

Ps1: Adorei a placa que o presidente da CMP mandou colocar ...dizia qualquer coisa assim "Praça do Papa(...) construída no mandato do Felisberto Alves Vieira"...já imaginaram se o Jacinto reivindica e manda colocar outra a dizer: "projecto aprovado no mandato do Jacinto Santos"...era giro, era!

Ps2: Conhecem o ditado que diz " se todos os gostos fossem iguais, que seria do amarelo?" Quem o inventou não conhecia Praia, ou então o seu presidente...mais palavras para quê?

terça-feira, 29 de maio de 2007

É isso aí!!!!!

Se a minha vida fosse uma novela... os meus momentos felizes teriam como banda sonora a música (clicar para ouvir)"É isso aí" de Carolina e Seu Jorge .

domingo, 27 de maio de 2007

...




Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras...estas valem mais de dois mil...

sexta-feira, 25 de maio de 2007

Sextaaaaaaaaaaaaaaa!!!

Vocês não têm ideia do quanto esperei por este dia…mas aposto que o relógio só para chatear tomou calmante hoje no pequeno-almoço e por isso o final da noite vai demorar uma eternidade a chegar...!

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Dia da África na U.M.!!

Comemora-se no dia 25 de Maio o dia da Africa e mais uma vez a Universidade do Minho (U.M) vai acolher uma semana africana. Digo mais uma vez porque desde de 1995 que os estudantes africanos na minha/nossa querida U.M. promovem sempre uma semana cultural e que, graças a Deus, não se resume a festas mas que incorpora sempre debates à volta do continente africano onde participam várias personalidades conhecidas no meio académico e não só. É com muito orgulho que digo que estudei nessa universidade onde nos fizeram sentir em casa e que sempre primaram pela qualidade do ensino. Não é o Harvard da PhD , mas para mim é como se fosse.
Para mais informações, cliquem aqui.

E QUEM NÃO BATE PALMAS NÃO É DE U.M.!!

A proporcionalidade da covardia...

Já repararam numa criança a brincar?
Elas não têm limites nem na imaginação nem nos perigos e riscos que correm. Por mais que, nós adultos, as avisemos dos perigos, a tendência delas é experimentarem. Elas caem, machucam, choram, limpam as lágrimas e prosseguem nas brincadeiras; e mais!!! não importam de repetir a brincadeira que lhes deu tanto prazer mas que resultou, no final, uma dor insuportável. Nós não! À medida que crescemos nossa covardia vai nos acompanhando. À medida que vamos adquirindo conhecimento/experiências aumentam nossos medos. As nossas escolhas começam a ficar limitadas pelos “e se…” “mas”. Vivemos num futuro que ainda não nos pertence e com algumas “certezas pessimistas” que nos impedem de ver e viver o presente... e quando essas "certezas" acontecem parece que ficamos contentes por termos acertado. Somos tão carrascos de nós mesmos que nos detemos nos momentos infelizes, recriminando-nos da escolha que nos conduziu àquele momento doloroso, que nos esquecemos dos momentos maravilhosos que vivemos.
Sejamos felizes, como as crianças, arrisquemos, e se cairmos e sofrermos...levantemos, enxuguemos as lágrimas, limpemos os vestígios da queda e sigamos em frente…repetindo as “brincadeira” que nos fizeram felizes.
Não deixemos que a covardia cresça com o avançar da idade e não me venham dizer que não é covardia mas sim sensatez… isso é pano para outra camisa!

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Desabafo

É impressão minha ou os condutores de Cabo-Verde faltaram à lição onde ensinam que quando se muda de direcção temos de sinalizar (o famoso pisca-pisca) e que para os polícias (e não só) os sinais de trânsito são apenas chupa-chupa??

terça-feira, 22 de maio de 2007

Festival da Gamboa...

Perguntei no último post qual o valor acrescentado para os praienses de um festival...a resposta afinal estava no liberal (aqui)...«alimentou o comércio legal e o ilegal...hotéis e restaurantes estiveram lotados...»porém ficou por contabilizar o esforço financeiro da Polícia, dos hospitais, da CMP para a limpeza da praia e recolha do lixo...enfim essas ninharias e isto sem falar no nível de cultura alcançado pelos que assistiram ao festival e conseguiram sair de lá sem um arranhãozinho. (é impressão minha ou fui sarcástica?- Se sim, vou ter de me conter mais um pouco...)

segunda-feira, 21 de maio de 2007

149

A menina do mar, pérola do atlântico (?), entre outros mil nomes que o actual presidente da câmara já atribuiu à Cidade da Praia (para lhe dar um estatuto de realeza, penso eu…)…dizia eu, o Japão de África fez 149 aninhos!!!É idade para ter juízo, mas parece que não há forma disso acontecer. Não é que se gastaram 23 milhões de ECV para um festival para 20 horas de música?!??! Se meus cálculos estiverem correctos (sim porque hoje é segunda-feira e meus estimados neurónios ainda se encontram de férias) isso dá 1,15 mECV por hora de música. Ninharia, diriam alguns. Mas pensemos um pouco, o que traz de bom um festival? Que valor acrescentado traz para a população praiense ter um festival (mais um) - não conta assinalar as 20 horas de bebedeiras, fumo de churrasco, lixos produzidos etc, etc- . Sei que houve inaugurações de praças, enfeitaram umas ruas (leia-se pavimentação e arranjos), mas a mim isso cheira-me preparação para as autárquicas e não comemoração do aniversário da cidade. Mais, a CMP não fez mais que a obrigação dela! E devia fazer mais, ao invés de gastar os milhões no festival devia aplicar o dinheiro a resolver problemas de habitação e saneamento da cidade, ou será que os patrocinadores não estariam motivados a participar numa causa tão nobre?! Apesar dos seus 149 anos, a Praia continua como os adolescentes: a dar importancia aos bailaricos ao invés de preparar para o futuro.

A praça do Papa ficou uma maravilha (dizem) e aconselharam-me a ir visitá-la o mais breve possível sob pena de não encontrar nada (vou ali limpar o veneno no canto da boca e já volto)

sexta-feira, 18 de maio de 2007

...

"Os TRISTES acham que o vento GEME;Os ALEGRES e CHEIOS DE ESPÍRITO afirmam que ele CANTA. " (desconheço o autor)... mas nem por isso ele deixa de ser uma deslocação de massas de ar, assim como tudo na vida, ver as coisas de um determinado prisma não muda a realidade em si, mas muda a nossa forma de actuar sobre ela (penso eu de que...)
Isto vem mesmo a calhar depois de uma conversa com um amigo meu sobre a forma dele ver a vida...isto, penso eu, custou-me alguma coisa...

"Não sei quantas almas tenho"

«Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que sogue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo : "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu. »

Fernando Pessoa

quinta-feira, 17 de maio de 2007

PUORTOOO Carago

Bem...sou suspeita...adoro o Porto...momentos altos tive muitos:
1- Mini cruzeiro no rio Douro onde pude ver um pôr-do-sol bebericando um vinho do porto;
2- Jantar nas Caves Taylor’s com direito a um concerto do Pedro Abrunhosa para 50 pessoas. E agora vou ser “pindérica”: ele beijou-me a mão quando cantava “se eu fosse um dia o teu olhar”, siiiiiiiimmm, mas não, não desmaiei e distraidamente lavei a mão!!!!!!!!
3- O Hotel Sheraton é mesmo muito bonito. O arquitecto que fez o projecto deve ser vidrado em vidros!!!! Há tantos!!!! A configuração do quarto deu voltas à minha imaginação… que pena não estar devidamente acompanhada!!
4- Encontro com alguns amigos…é sempre bom! Jantei com antigos colegas e foi um encontro gastronómico fantástico. Saí de lá a arrebentar pelas costuras. Aliás come-se bem no norte…e comi e bebi muito bem carago… mas desenganem-se … o ponteiro da balança não se moveu para a direita...há quem diga até que fez movimento contrário…vá lá entender as regras das dietas!!

LX-XL

Em Lisboa dois momentos:
1- O espectáculo dos XL FEMME com a Marisa Pinto…fiquei arrepiada quando ela abriu a boca e começou a cantar. Já me tinha cativado com aqueles olhos e boca um pouco grandes para a pequenez da carinha dela…rendi-me! Vale a pena!! Todas as segundas-feiras no Bar dos Templários, para quem estiver em LX, é obrigatório ver os XL Femme!
O segundo momento foi o jantar com os "biciados" onde cometi um pecado. Cheguei super atrasada, com a desculpa de que ainda estava no fuso horário de CV, mas se são “biciados” já conheciam o post onde eu falei da pontualidade... mas foram meiguinhos comigo perdoando-me a falha! Um jantar espectacular que teve de terminar cedo devido à minha canseira e meus compromissos do dia a seguir.
A par destes dois momentos, a passagem por Lx foi de muito stress, e não foi mais devido ao hotel maravilhoso onde fiquei hospedada cujo detalhe da música na casa de banho deixou-me deliciada e os amigos que me cercaram de mimos.

Voltei...

da minha viagem à Portugal, carregada de malas… só tinha as orelhas livres porque o resto vinha todo ocupado!!! Estou cansada, estafada, mas estou em CASA!! A sensação é óptima depois de tantas camas de hotéis, quartos e ruas apinhadas de pessoas que não nos dizem nada, carros e…muita, mas muita pressa presente em todos os minutos das 24 horas diárias!

Nos próximos post irei contar os momentos que mais marcaram nesta minha viagem…
A viagem ao interior ainda continua...

sexta-feira, 4 de maio de 2007

De malas aviadas...

A par da minha viagem interior, vou estar uns dias nas terras lusitanas para aprimorar e passear. Estarei com os biciados de Lisboa durante uns dias e depois rumo ao Norte (carago) mas tudo em "missão de serviço", pelo que não sei se terei tempo para manter o Retalhos actualizado.

Por ora tenho uma tarefa ingrata-Arrumar a mala- que, apesar de anos de experiência, cada vez que a faço é sempre a mesma coisa. Sempre prometo que não vou levar muita coisa, mas na hora H aparecem aquelas dúvidas existênciais: e se , e se , e se, e se...e quando olho para "aquela coisa" vejo que já está "entupida"; ponho, tiro, deixo ficar com a desculpa: «são "só" mais estes sapatos, esta mala, aquela blusa»....arrgggggg!!!