terça-feira, 27 de março de 2007

Dia da mulher cabo-verdiana

Procurei uma imagem para referenciar a mulher cabo-verdiana, mas nenhuma me pareceu ideal. A mulher cabo-verdiana hoje não pode ser simbolizada com uma negra a carregar um balaio na cabeça, só se isto representar o seu papel na economia do país, pela forma como labutam pelo sustento e educação dos filhos e, em muitos casos, de toda a famíla. A mulher cabo-verdiana hoje também é ministra, parlamentar, directora, jornalista(...), desempenha papéis que antes eram exclusiamente masculinas. Conseguimos um lugar na sociedade e muitas de nós tem nas mãos o poder de decisão - Façamo-nos ouvir, pois ainda há muito por fazer.

3 comentários:

João disse...

até à data tenho constatado bons exemplos e observado algumas personagens, que me têm impressionado (muito) pela positiva.
Espero continuar a ter, cada vez mais, surpresas e a confirmar atitudes e desempenhos expectáveis.
Será um bom sinal para todos

Adelaide disse...

É por isso e muito mais k me orgulho de ser caboverdiana. Parabéns a todas as mulheres lutadoras do nosso Paraíso do Atlântico :)

****LAY****

Olga Margarida Evora disse...

Uma das coisas boas que o N/ país tem (e nisto estamos mais evoluídos que muitos países ditos mais avançados) é o reconhecimento e o papel importante e inequívoco que a mulher na sociedade, quer em termos familiares, políticos, profissionais, etc, etc, etc. Parabéns a todas nós, mulheres, que lutamos todos os dias por um lugar ao Sol. Se alguns sonharam que o passado foi dos homens, o futuro seguramente nos pertence (em parceria com os nossos queridos homens porque não somos egoístas)!