terça-feira, 13 de março de 2007

Amor...



«Não adianta lutar pelo amor…ou o sentimos, ou não há força no mundo que consiga provoca-lo. Podemos fingir que amamos. Podemos habituar-nos ao outro. Podemos viver uma vida inteira de amizade, cumplicidade, constituir família, ter sexo todas as noites, ter orgasmos, e mesmo assim sentir que há um vazio patético nisso tudo, que alguma coisa importante está a faltar» in “ A Bruxa de Portobello - Paulo Coelho”.

2 comentários:

Anónimo disse...

As pessoas agora querem ter coisas materiais, querem ter um bom salário, querem ter amigos influentes, querem ter um bom apartamento, um bom carro, ir de férias todos os anos, vestir-se bem, comer do bom e do melhor... etc, etc,... Esta é a droga que move este nosso mundo de hoje...
O mundo espiritualista de Paulo Coelho é pura ilusão.

MS - (Mnininha d'Soncente) disse...

As pessoas que pautam por este estilo de vida não invalida a frase que está aí...vão alcançando estes objectivos materiais, mas vão querer sempre mais. Nunca ficarão satisfeitas porque ficará sempre a faltar algo... e esse algo é o amor. Nisso partilho da opinião do Paulo Coelho. Agora sobre a ilusão do mundo espiritualista deixo à consideração de cada um. Acredito que estamos a caminho do espiritualismo.